Imóveis especiais

Comprar apartamento na planta vale a pena? Vantagens e riscos

/
15 0
Tempo de leitura: 17 min

Aprender como comprar um apartamento na planta permite que você valorize ainda mais o seu investimento. Afinal de contas, existem muitas vantagens atreladas ao processo e, quando a sua aquisição é feita com boa dose de planejamento, a tranquilidade em sua decisão é maior.

O ponto-chave, entretanto, consiste em diagnosticar todo o fluxo — da pesquisa à compra — em si, para encontrar, entre diferentes tipos de imóvel, a unidade dos seus sonhos e evitar qualquer tipo de imprevisto.

É por isso que, neste post, você vai encontrar todas as respostas para as suas dúvidas sobre como comprar um apartamento na planta. Confira e veja os cuidados, as dicas e as vantagens em procurar por um imóvel novo e pronto para morar!

Vale a pena comprar um apartamento na planta?

No geral, ao pesquisar como comprar um apartamento na planta você identifica alguns pontos benéficos de imediato, como as condições de pagamento flexíveis promovidas pelas construtoras. Isso é algo que permite um planejamento financeiro menos rígido para você.

Só que, de maneira complementar, convém observar que um imóvel ainda na planta valoriza o seu investimento por meio de toda a infraestrutura em si, que é inteiramente nova.

Dessa maneira, seja a sua compra focada na construção do futuro lar dos sonhos, seja de um investimento para venda, posteriormente, há de se valorizar esse aspecto.

No entanto, você deve ter em mente que a mudança não ocorrerá com a mesma facilidade proporcionada pelos apartamentos já finalizados. São decisões que influenciam diretamente a sua pressa em mudar para o seu novo lar.

É aí que se percebe a grande vantagem — ou possível desvantagem — de avaliar como comprar um apartamento na planta: os seus objetivos em curto e médio prazos.

Quais são as vantagens de comprar um apartamento na planta?

Além dos pontos acima citados, comprar um apartamento na planta pode ser uma ótima pedida para as pessoas.

E, para que você descubra se esses benefícios são aplicáveis ao seu perfil, destacamos, abaixo, as principais vantagens em comprar um imóvel na planta.

Mais facilidades de parcelamento

Dinheiro em mãos é um grande poder de barganha para o consumidor. Com a construtora, você pode negociar condições melhores de pagamento para que as parcelas futuras de sua aquisição caibam no seu orçamento, por exemplo.

Modernidade na construção

Esqueça os encanamentos de décadas atrás, os projetos imobiliários ultrapassados e as áreas de lazer enxutas. Uma das vantagens ao comprar um apartamento na planta está naquilo em que você está investindo o seu dinheiro: um projeto moderno.

São diferenciais que ajudam na economia de uma futura reforma da unidade, já que os imóveis antigos podem exigir uma remodelação na fiação, no sistema hidráulico ou mesmo nos próprios ambientes, tendo menos flexibilidade de personalização.

Valorização

Sem dúvidas, este costuma ser o argumento definitivo para as pessoas procurarem por apartamentos na planta: quando a obra ainda se encontra em execução, o preço de venda é menor.

Consequentemente, quando finalizado, o projeto se valoriza e o dinheiro investido naturalmente sobe. Não à toa, muitas pessoas procuram por imóveis na planta para vendê-los futuramente e obterem uma boa renda extra ao final da negociação.

Personalização

Como havíamos destacado, não há como comprar um apartamento na planta, hoje em dia, sem verificar com antecedência as possibilidades de personalização do ambiente.

Explicando melhor: imóveis antigos contam com muitas estruturas que não podem ser mexidas, como as paredes. Os projetos mais recentes, por sua vez, são idealizados para que o comprador possa modificar o interior sem interferir na segurança do imóvel e, assim, ter o apartamento dos seus sonhos.

Como funciona o processo de compra de um imóvel na planta?

Uma vez compreendido que o tempo é seu aliado na decisão por um imóvel na planta, o processo vai transcorrer em um fluxo contínuo de pequenas escolhas até que a compra seja concluída.

E, a seguir, vamos avaliar todo esse trabalho para que não restem dúvidas sobre como comprar um apartamento na planta. Vamos lá.

1. Considere a localização do imóvel

Independentemente da metragem do apartamento que você está de olho, considere uma análise crítica dos arredores do imóvel.

Isso porque todo o conforto interno buscado para o seu futuro lar deve ser complementado com as facilidades que um bairro concentra, como:

  • escolas;
  • boa oferta comercial;
  • hospitais;
  • parques;
  • boa segurança;
  • acesso fácil às opções de transporte que você mais utiliza.

Outro ponto de atenção: os fatores acima citados também influenciam na valorização do seu investimento. Uma área com elevada qualidade de vida — mesmo para projetos futuros — pode conferir um retorno maior do valor empreendido na compra ao término da obra.

2. Avalie a infraestrutura do condomínio

Ao longo dos anos, apartamentos se popularizaram por conservarem opções atrativas para os moradores, agregando lazer, integração e segurança em suas dependências.

Assim, procure informações sobre o que o projeto arquitetônico prevê e identifique quais opções são as imprescindíveis para você. Tenha um checklist prontinho para facilitar a decisão.

Por exemplo: para muitas pessoas, uma varanda com espaço gourmet é essencial, enquanto a piscina e uma brinquedoteca (ou playground) são fundamentais para outros perfis de moradores.

Certifique-se de que o local escolhido contemple todos os itens de sua lista — ou a maioria deles —, não se limitando apenas à área externa, mas também às dependências do apartamento, como a metragem, a disposição dos ambientes e as possibilidades de personalização.

3. Entenda como comprar um apartamento na planta

Encontrado o imóvel ideal para as suas ambições e necessidades, é chegado o momento de verificar a melhor alternativa de compra para você. O financiamento, inclusive, é a modalidade mais popular no país. Por isso, vamos explorar um pouco mais o procedimento para solicitá-lo.

A documentação

Um financiamento imobiliário pode ser feito diretamente com a construtora ou por meio do serviço prestado por instituições financeiras. No geral, as construtoras são flexíveis por facilitarem o crédito em imóveis ainda na planta.

Os bancos, por sua vez, dificultam esse tipo de procedimento, embora tendam a oferecer um prazo maior para a quitação do imóvel. Mas, em ambas as situações, você deve separar uma série de documentos que vão tornar possível a solicitação de financiamento, como:

  • RG e CPF (ou CNH);
  • certidão de nascimento (ou de casamento);
  • certidão conjunta de débitos (tributos federais).

É comum, também, que os compradores façam uso do saldo disponível dos seus respectivos FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Nesses casos são solicitados:

  • extrato original e atualizado do FGTS;
  • cópia (simples) recente de comprovante de residência;
  • cópia (simples) da Carteira de Trabalho (CTPS);
  • cópia (simples) da declaração do Imposto de Renda (IR) mais recente.

Finalizada essa etapa, você receberá da construtora o Memorial Descritivo do Imóvel. Com ele, estão descritos todos os itens prometidos para o seu imóvel (desde o material utilizado em toda a infraestrutura do apartamento até as formas de pagamento, valores etc.).

Uma dica: não se contente com a primeira opção de financiamento. Saber como comprar um apartamento na planta significa negociar as melhores condições (de prazos e juros, por exemplo) para se adequar ao seu planejamento financeiro e evitar imprevistos ao longo do tempo.

O recebimento das chaves

As chaves são entregues, normalmente, assim que a obra é concluída e o auto de conclusão de obra é liberado. Esse documento é popularmente conhecido como “Habite-se” e é emitido pela Prefeitura Municipal. A partir daí, só os detalhes burocráticos definidos pela construtora — como o prazo de entrega das unidades — separam você do imóvel dos seus sonhos.

Quais cuidados devem ser tomados?

Embora todo o trabalho de pesquisar, encontrar o imóvel ideal e avaliar as melhores condições de pagamento seja extenso — e gratificante —, outras dúvidas podem surgir no que tange todo esse procedimento.

É por isso que, além do passo a passo de como comprar um apartamento na planta, é fundamental saber quais são os principais cuidados que o comprador deve tomar, pois pode haver imprevistos burocráticos e legais no processo, encarecendo o valor final da aquisição e gerando infortúnios de toda espécie na sua compra.

Por esse motivo, confira, a seguir, alguns dos principais cuidados para evitar problemas na sua aquisição.

Leia com atenção todos os documentos

Caso não sinta muita segurança em ler documentos legais, como os contratos relativos à compra do imóvel, procure pelo auxílio de imobiliárias. Profissionais do mercado são excelentes para traduzirem as cláusulas e, com isso, evitar que você assine algo que não concorde.

Isso é de suma importância porque esses documentos concentram toda informação associada à sua compra e ao que você tem direito no apartamento comprado. Procure ler todas as informações com calma e não deixe de esclarecer nenhuma dúvida.

Por isso, leia atentamente o memorial descritivo e o contrato de compra e venda. Eles são uma espécie de guia sobre todas as obrigações pertinentes a ambas as partes da negociação, no caso, você e a construtora.

Observe o prazo de entrega

No próprio contrato você pode observar o prazo de entrega prometido pela construtora — além dos prazos de tolerância para eventuais atrasos.

Por que isso é relevante? Porque muitas pessoas se planejam para a mudança de acordo com o prazo de entrega. Se a construtora atrasa demais, as partes assinadas em contrato deixam de ser cumpridas e você pode enfrentar mais custos do que o previsto.

Vá até a obra

Como comprar um apartamento na planta sem ver, antecipadamente, a obra finalizada? Simples! É muito comum que as construtoras criem modelos decorados das unidades, conforme constam no projeto, além de maquetes e as próprias plantas do empreendimento.

Mas, complementarmente aos itens acima descritos, é possível visitar a obra e acompanhar o desenvolvimento do projeto. Faça isso e monitore o avanço da construção para se certificar de que tudo o que foi prometido permanece de acordo com o que está lavrado em contrato.

Guarde todo tipo de prova material

Panfletos, folhetos, publicidades digitais ou físicas, vale a pena tê-los e ter esse material devidamente armazenado para conferir se a construtora tem honrado as suas promessas.

Isso vale para a metragem do apartamento, os diferenciais de lazer e as condições de pagamento. Tudo que consta nesses materiais é uma prova para que você exija do vendedor exatamente aquilo que foi divulgado. Inclusive, é uma documentação valiosa caso você encontre problemas e tenha que mover uma ação legal contra a construtora.

Analise o histórico da construtora

Uma boa maneira de saber se a empresa costuma honrar os acordos, cumpre os prazos de entrega e presta um bom atendimento ao consumidor é por meio da pesquisa do histórico dela.

Acesse sites de reclamação do consumidor, visite o site e as redes sociais da construtora e aproveite para visitar outras obras realizadas por ela. Isso pode agregar mais tranquilidade à sua decisão, da mesma maneira que pode fazer você desistir de assinar o contrato, caso a reputação da empresa seja duvidosa.

Verifique os materiais usados

Para que você se torne especialista em como comprar um apartamento na planta, aproveite para anotar os materiais prometidos na construção da obra e compare com o resultado final.

Afinal de contas, no contrato assinado você tem direito a exatamente aquilo que foi prometido. Qualquer mudança realizada no decorrer da obra deve ser notificada aos compradores e eventuais perdas de qualidade devem ser ressarcidas para que não haja nenhum tipo de prejuízo na negociação.

Fique de olho nas taxas

Por fim, é comum que as pessoas façam um planejamento financeiro com base nos valores expressos no contrato, mas deixem de lado o cálculo relativo às taxas.

Assim, certifique-se de tudo o que vai envolver a compra. Pergunte à construtora ou, no caso de contar com o auxílio de uma imobiliária no processo, cheque quais valores constam além do preço de compra.

Como comprar um apartamento na planta com segurança?

Além de saber os cuidados de como comprar um apartamento na planta, recomendamos que você entenda algumas questões capazes de gerar mais tranquilidade à sua decisão.

Isso porque o imóvel costuma ser a grande aquisição de nossas vidas. Trata-se de um investimento enorme e, portanto, sua escolha deve vir acompanhada de muita segurança.

Para isso, reunimos algumas dicas que podem contribuir com a tomada de decisão, como:

  • verifique todos os detalhes da maquete;
  • não se esqueça de checar questões que ajudam a valorizar o seu imóvel, como a incidência solar, a vista do apartamento e a circulação do ar e visite empreendimentos imobiliários próximos para atestar os pontos aqui citados;
  • visite a região em diferentes momentos para se certificar de que o bairro é, de fato, uma excelente escolha. Para isso, vá ao local de dia e à noite, em dias úteis e aos finais de semana;
  • sempre confirme as cláusulas de desistência antes de assinar o contrato;
  • solicite a ajuda do seu corretor imobiliário para garantir que o registro em cartório do imóvel ocorra sem problemas.

Isso tudo pode fazer a diferença na hora de comprar um apartamento na planta, sem ter imprevistos à espreita. Uma boa dose extra de cautela não faz mal a ninguém — daí a importância do nosso próximo tópico para a sua leitura.

Quais erros devem ser evitados?

Agora que já cobrimos boa parte do nosso passo a passo de como comprar um apartamento na planta, aproveite para conferir quais são os maiores erros cometidos pelos compradores e como passar bem longe deles em todo o processo de negociação. Confira.

Não visitar o terreno

Na maquete e nos materiais de divulgação, o projeto parece um sonho realizado. Só que a expectativa e a realidade podem ter tênues — mas significativas — diferenças.

Por isso, é um erro comum e grave não visitar o terreno em diferentes etapas da execução da obra. Especialmente se o empreendimento estiver nos estágios iniciais de implementação.

Vale observar, ainda, que esse processo ajuda a familiarizar você com as imediações. Na medida em que o prédio é erguido, você consegue visualizar melhor como vai ficar o resultado final e entender cada vez mais se ele está de acordo com as previsões iniciais da obra.

Dar um sinal de maneira impulsiva

As compras por impulso costumam interferir no orçamento da pessoa e, inclusive, fazer com que elas se arrependam depois por não terem pensado melhor nos benefícios da aquisição.

Quando falamos em comprar um apartamento na planta sem arrependimentos, isso significa que não pode haver dúvidas na sua mente. Portanto, evite dar o sinal ou a entrada do imóvel sem ter a plena convicção de que o empreendimento é tudo aquilo que você sonhou.

Aqui vão algumas dicas para evitar a compra por impulso e sem convicções:

  • ao visitar o imóvel, vá na companhia de um pedreiro ou engenheiro de sua confiança para atestar a qualidade da condução da obra;
  • visite outros empreendimentos da mesma construtora e procure saber a opinião de outros consumidores a respeito dos imóveis adquiridos;
  • os síndicos de outros empreendimentos imobiliários da construtora também são fontes valiosas de informação;
  • procure saber se existe qualquer tipo de pendência da construtora com a Prefeitura. Isso evita futuras dores de cabeça.

Lembre-se que o imóvel é uma grande aquisição, que vai modificar completamente a sua atual rotina. Por isso, nunca é demais a quantidade de informações para a sua tomada de decisão.

Desconsiderar a inflação e impostos ao comprar um apartamento na planta

Assim como já apontamos no tópico anterior, o erro aqui está em desconsiderar qualquer tipo de imposto e inflação e manter o foco exclusivamente no valor inicial de compra do contrato.

Como sabemos, um financiamento carrega em sua essência juros anuais e que aumentam, gradualmente, o valor final da sua compra. Por isso, é fundamental ter ciência de quanto esse valor vai subir, em média, a cada ano, a fim de evitar que a sua comodidade financeira seja prejudicada na medida em que as parcelas chegam até você.

Não acompanhar a construção

Aqui, vale observar não somente a honra da construtora com relação ao prazo de entrega, mas também a adimplência da empresa com a instituição bancária.

O motivo para isso é facilmente explicado: comprar um apartamento na planta significa que os futuros moradores estão ajudando a injetar o investimento necessário para a construção do imóvel. E, aí, convém saber se o financiamento realizado por ela está sendo cumprido.

Do contrário, o consumidor corre o risco de investir no imóvel de uma empresa inadimplente. Claro que o contrato confere garantias diante de situações indesejáveis como essa, mas é importante se antecipar ao problema e saber como evitá-lo.

Não guardar contratos e demais documentos

Por fim, lembre-se que todos os materiais compartilhados pela construtora e cambiados com você devem ser armazenados. Eles são evidências e são essenciais para você exigir todos os seus direitos e, assim, ter uma compra tranquila e livre de imprevistos.

Como uma imobiliária pode ajudar?

Ainda tem dúvidas sobre como comprar um apartamento na planta? É normal que existam situações que você ainda não previu e que podem gerar mais interrogações. É nesse sentido que uma imobiliária pode fazer toda a diferença na realização do seu sonho de comprar o primeiro imóvel.

Caso você ainda não saiba o potencial por trás desse auxílio especializado, abaixo destacamos alguns dos principais benefícios em ter uma imobiliária de confiança no processo:

  • conhecimento aprofundado do mercado — os melhores bairros de acordo com o seu perfil, as construtoras confiáveis, as minúcias dos contratos —, ajudando nas suas escolhas;
  • economia de tempo, facilitando a pesquisa, o processo de negociação, a compreensão do contrato e os trâmites burocráticos, evitando que a sua rotina fique ainda mais atribulada;
  • respaldo jurídico com especialistas no ramo imobiliário, gerando menos preocupação com assuntos legais, como a documentação exigida para comprar um apartamento na planta;
  • orientações e esclarecimentos ágeis para valorizar a sua negociação;
  • atendimento personalizado, evitando que você se sinta desamparado durante todo o processo;
  • simulação de financiamentos para você analisar as melhores opções;
  • acompanhamento em todas as etapas para que você se preocupe cada vez menos com inconvenientes.

Ou seja, o acompanhamento de uma imobiliária confere segurança, confiabilidade e certezas de que você vai fazer um investimento certeiro e totalmente alinhado com os seus objetivos e necessidades!

Que tal, então, dar o primeiro passo nesse sentido e certificar-se de que você vai ter todo o auxílio sobre como comprar um apartamento na planta sem imprevistos desagradáveis? Para isso, convidamos você a entrar em contato com um de nossos especialistas e tirar as suas próprias conclusões!

Posts Relacionados
/

Aprender como comprar um apartamento na planta permite que você valorize ainda mais o seu…

/

Aprender como comprar um apartamento na planta permite que você valorize ainda mais o seu…

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up