Arquitetura

Construindo um jardim em casa: você sabe como fazer?

/
23 0
jardim em casa
Tempo de leitura: 4 min

Se você mora nas grandes cidades, está acostumado com a correria do dia a dia. Mesmo assim, ter uma boa qualidade de vida não é um luxo, mas um direito. Para muitos, essa ideia de conforto e bem-estar está relacionada a estar próximo da natureza.

Por isso, conheça algumas dicas para tornar o ambiente mais agradável e aconchegante com a construção de um jardim em casa, e descubra o que levar em conta ao escolher as plantas ideais. Acompanhe!

Conheça os principais modelos de jardim

De forma geral, existem dois modelos de jardim: o formal e o natural. O primeiro é trabalhado em formas geométricas definidas, com vegetação bem podada. Já o segundo, parte de um estilo rústico em que a vegetação nativa é valorizada.

Entretanto, o paisagismo trabalha não só com a vegetação, mas também com pisos, bancos, fontes, esculturas e outros elementos.

Dessa forma, os jardins conseguem expressar características culturais marcantes, estando intimamente ligados à arquitetura das edificações em seu entorno.

Os jardins franceses e italianos são exemplos de estilos clássicos e formais, utilizando plantas podadas e posicionadas de forma simétrica para valorizar as construções. Por isso, as manutenções precisam ser constantes, para transmitir a sensação de perfeição.

Por outro lado, os jardins ingleses e tropicais seguem um estilo orgânico e natural, com plantas de diferentes tamanhos e cores.

O objetivo é gerar uma paisagem que pareça nativa e sem intervenção do homem, sendo muito comum o uso de espécies perenes e que não precisem de replantio. Também é possível plantar árvores frutíferas e usar elementos como pergolados e bancos de madeira.

Os jardins japoneses são um exemplo de clara influência cultural no paisagismo, estabelecendo um equilíbrio entre os materiais e dando a sensação de descanso e calma.

Por esse motivo, é comum encontrar jardins com lagos e pontes, utilizando rochas e bonsais para balancear as energias.

Estude as características do espaço

Um jardim bem feito requer um estudo do tamanho e das características do espaço, além da arquitetura. Então, antes de definir as espécies de plantas, leve em consideração a área disponível e suas proporções.

Um quintal amplo permite diversos modelos de paisagismo, sendo possível combiná-lo com a fachada e estilo construtivo da edificação.

Por exemplo, uma casa clássica pode ser complementada com um jardim formal, enquanto uma residência moderna é valorizada por um jardim natural, com plantas nativas e de fácil manutenção.

Outra característica importante para um jardim em casa é a exposição solar, sendo necessário considerar a quantidade de luz natural que o espaço recebe para escolher as plantas.

Espécies desérticas, como os cactos e suculentas, são uma ótima opção para ambientes com baixa insolação. Além disso, elas exigem pouca manutenção, já que não precisam ser irrigadas ou podadas com frequência.

Se o espaço está muito exposto ao sol, uma dica é escolher arbustos e plantas altas para valorizar as paredes, enquanto as flores podem ser usadas para obter pontos coloridos.

Porém, tome cuidado para não criar um jardim confuso: em espaços menores, a dica é limitar-se a três espécies de plantas. Já em áreas maiores, utilize gramados para integrar os canteiros.

Lembre-se da iluminação e irrigação

Em grandes jardins, é aconselhável elaborar um projeto de irrigação para poupar tempo e garantir que as plantas recebam a quantidade necessária de água — principalmente nos casos de hortas e pomares, que exigem um cuidado maior.

A iluminação artificial também deve ser trabalhada para valorizar os jardins.

Os spots de piso, por exemplo, ajudam a demarcar os caminhos, enquanto as arandelas — luminárias instaladas em paredes — podem iluminar jardins verticais. Os espetos de jardim são boas opções para canteiros, podendo ser trabalhados com luzes coloridas para destacar ainda mais a vegetação.

Ter um jardim em casa é uma ótima opção para tornar o ambiente mais acolhedor. Por isso, é importante fazer um projeto que considere a iluminação, irrigação e características do imóvel — principalmente seu tamanho e incidência solar — antes de decidir o estilo a ser adotado.

Neste texto, você aprendeu a construir um jardim em casa para valorizar o espaço. Quer conhecer outras estratégias para ter uma boa qualidade de vida? Curta a nossa página do Facebook e veja todas as novidades!

Posts Relacionados
/

Se você mora nas grandes cidades, está acostumado com a correria do dia a dia.…

/

Se você mora nas grandes cidades, está acostumado com a correria do dia a dia.…

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up