Imóveis especiais

Morar em apartamento: vantagens e desvantagens de morar em prédio

/
9 0
Tempo de leitura: 9 min

Você está pensando em morar em um apartamento, mas não tem certeza se essa é a melhor opção para sua família? A escolha entre casa e apartamento é uma das maiores dúvidas de quem vai se mudar, pois, nessa hora, diversos fatores precisam ser levados em consideração.

Pensando nisso, selecionamos as principais vantagens e desvantagens de morar em apartamento para que você possa avaliar detalhadamente os prós e contras e conseguir tomar a decisão de forma mais segura e certeira. Confira!

Vantagens de morar em apartamento

Morar em um edifício pode ser a saída perfeita para quem busca segurança, lazer, praticidade, conforto e qualidade de vida. Existem muitas vantagens em optar pela compra ou locação de um apartamento, então, confira a seguir!

1. Lazer

Muitas pessoas não querem abrir mão de morar em uma casa, pois adoram desfrutar de momentos de lazer ao ar livre e o quintal é o lugar ideal para isso. Porém, atualmente, a maioria dos condomínios oferece diversas opções de diversão para toda a família, compensando a ausência de um quintal particular.

Piscina, playground, biblioteca, sala de leitura, sauna, academia, churrasqueira, salão de festas, quadra de esportes, campo de futebol, lago para pesca, trilha para caminhada, entre outras opções de lazer fazem sucesso nos prédios e garantem mais qualidade de vida aos moradores.

A vantagem é que eles podem desfrutar de toda essa comodidade sem ter trabalho e custos extras, pois as taxas de manutenção e limpeza já estão embutidas no condomínio. Além disso, para quem tem crianças, as áreas de lazer são ótimos espaços para elas fazerem amizades, interagirem e socializarem de forma segura.

2. Segurança

A maioria dos prédios é cercada por muros altos com cerca elétrica e oferece portaria 24 horas, sistema de monitoramento de câmeras de segurança, portões eletrônicos e controle restrito de visitantes. São medidas protetoras que inibem a ação de bandidos e diminuem a incidência de furtos e roubos, quase anulando a possibilidade de invasões.

Além disso, nenhum estranho baterá à porta do seu apartamento como acontecem nas casas. Para qualquer pessoa entrar em contato, ela precisa se identificar na portaria, e o porteiro pedirá autorização para permitir a entrada do visitante, evitando surpresas desagradáveis, como vendedores de rua.

Outra vantagem é que os vizinhos são bem mais próximos do que em uma vizinhança de um bairro residencial. Assim, qualquer movimentação estranha no apartamento pode ser notada com facilidade e, provavelmente, o morador será avisado. Caso veja situações suspeitas ou perceba que existem áreas da segurança que estão deixando a desejar, basta levantar a pauta na reunião de condomínio e conversar com o síndico.

Portanto, para quem passa a maior parte do dia fora de casa, viaja com frequência ou mora sozinho, optar por um apartamento é uma ótima alternativa para manter a segurança e a tranquilidade.

3. Amizades

Na maioria dos condomínios, os apartamentos são bem próximos uns dos outros, e as áreas de convivência contribuem para a construção de fortes laços de amizade. Para quem gosta de socializar e conhecer gente nova, morar em prédios é uma ótima oportunidade.

Sempre haverá alguém para compartilhar as refeições de final de semana, para pegar a correspondência, para beber um bom vinho, jogar papo para o ar e cuidar das plantas ou dos animais domésticos quando for viajar.

4. Limpeza

Para quem não tem muito tempo para se dedicar à limpeza e à manutenção da sua residência e não pode ou não quer investir dinheiro para terceirizar os serviços, como faxina e jardinagem, morar em apartamento resolve grande parte do problema.

O condomínio inclui a limpeza das áreas comuns, a manutenção da piscina, a jardinagem, entre outros serviços. Os moradores não precisam se preocupar em contratar pessoas ou empresas para cuidar de tudo e também economizam bastante reunindo as despesas na taxa de condomínio.

Não é preciso se preocupar com a limpeza da calçada, a pintura de portões e janelas, as áreas externas e a troca de lâmpadas da área de lazer ou jardim, que são problemas típicos de moradores que optaram por uma casa.

5. Regras de convivência

Outra vantagem oferecida pelos condomínios são as regras de convivência que garantem sossego e qualidade de vida para os moradores. Não poder fazer barulho ou ouvir música alta depois das 22 horas, não deixar crianças menores de 10 anos transitando sozinhas nos elevadores, entre outras, ajudam a construir um ambiente seguro, organizado e pacífico.

Se os moradores tiverem problemas com vizinhos que não cumprem as normas, basta reclamar para o porteiro ou chamar o sindico, que fará com que as regras sejam cumpridas. Já quem mora em uma casa, se tiver problemas com os vizinhos e não conseguir chegar a um acordo, precisará recorrer à polícia.

Assim, antes de alugar ou comprar um apartamento, é muito importante conhecer as regras de convivência do condomínio para saber se elas são adequadas ao seu estilo de vida. Afinal, o não cumprimento das regras, geralmente, gera multas para os infratores.

Desvantagens de morar em apartamento

Apesar do enorme número de vantagens, os edifícios e condomínios também apresentam algumas desvantagens que precisam ser levadas em consideração antes de tomar a decisão definitiva de morar em um apartamento.

1. Falta de privacidade

Os apartamentos são muito próximos uns dos outros e, geralmente, são divididos por paredes finas que permitem que os moradores escutem conversas, brigas, música e ruídos feitos pelos vizinhos e vice-versa. Assim, é preciso controlar o barulho para evitar complicações e desentendimentos.

Outro fator que pode diminuir a privacidade dos moradores são as sacadas e janelas posicionadas umas de frente para as outras, permitindo grande visibilidade à rotina de dentro do apartamento vizinho. Para evitar esse tipo de invasão, recomenda-se o uso de persianas e cortinas.

2. Menos espaço

Quem gosta de desfrutar de cômodos grandes pode se sentir incomodado em um apartamento, porque, geralmente, eles oferecem ambientes mais compactos do que os de uma casa, e comportam menos armários para guardar objetos também.

Além disso, a área de serviço, na grande maioria, é reduzida e oferece pouco espaço para lavar e pendurar as roupas. A área de lazer particular também, geralmente, fica restrita a uma varanda gourmet, o que pode significar um problema para quem recebe muitos amigos e familiares em casa.

3. Restrição para animais de estimação

Caso tenha animais de estimação, antes de fechar o negócio, é preciso verificar se o condomínio permite pets. Além disso, se o porte do cão ou a quantidade de animais forem grandes, vale avaliar se o espaço oferecerá o conforto necessário aos bichinhos e se não causará problemas de barulho ou odor aos vizinhos.

No entanto, as pessoas que são apaixonadas por animais e não se vêem sem eles podem ficar tranquilas! Existem muitas raças de cachorros e gatos que vivem bem em ambientes pequenos. Outros animais que combinam com apartamento são os coelhos e hamsters. 

4. Excesso de regras

Para quem não abre mão da própria liberdade e não gosta de cumprir normas e regras, morar em apartamento pode ser um problema, pois o condomínio estipula muitas delas. Apesar de também serem consideradas vantagens, já que, servem para garantir os deveres e direitos de todos os moradores e promover o bom convívio, também podem ser uma desvantagem caso não estejam alinhadas com o estilo de vida do morador.

Os condomínios, por exemplo, não permitem qualquer tipo de reforma e toda obra precisa passar por aprovação. Existem paredes estruturais que não podem ser quebradas, e qualquer dano na rede hidráulica ou elétrica pode afetar os vizinhos e gerar grandes problemas. Ademais, a alteração no design externo do prédio e a mudança de portas e janelas de lugar também são proibidas.

Assim, quem é criativo e gosta de fazer reformas com frequência para atualizar a decoração do seu apartamento precisa levar em consideração a burocracia existente nos prédios, que, geralmente, atrapalha os planos e o andamento da obra.

Dessa maneira, é necessário conhecer com antecedência todas as regras para não ser surpreendido e arrepender-se de escolher morar em um condomínio.

5. Custos

Ao optar por morar em um apartamento, é preciso programar suas finanças para arcar mensalmente com a taxa de condomínio. Apesar de embutir vários serviços, em alguns prédios, ela pode ser razoavelmente alta. Além disso, todo serviço — ou obra extra  necessário no edifício é dividido entre os moradores. Assim, às vezes, o morador pode ser pego de surpresa com um custo que não estava previsto nos seus planos.

Agora que você já conhece as principais vantagens e desvantagens de morar em apartamento, avalie com calma suas expectativas, considere seu estilo de vida, visite pessoalmente diversos apartamentos e converse com pessoas que vivem em condomínios para trocar experiências. Dessa forma, você poderá tomar a decisão de maneira consciente e segura.

Para encontrar o apartamento ideal, é importante contar também com a assessoria de uma imobiliária de confiança. Ela poderá mostrar as melhores opções de apartamento do mercado, ajudará a avaliar os imóveis e auxiliará na organização da documentação para compra ou locação. Uma imobiliária de respeito oferece ótimos profissionais, tem conhecimento do mercado imobiliário e conta com um departamento jurídico que protegerá seus direitos e evitará que feche um negócio arriscado e ruim.

Gostou de conhecer as vantagens e desvantagens de morar em apartamento? Agora, confira as melhores opções de empreendimentos em nosso site e entre em contato conosco!

Posts Relacionados
/

Você está pensando em morar em um apartamento, mas não tem certeza se essa é…

/

Você está pensando em morar em um apartamento, mas não tem certeza se essa é…

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up